sábado, 15 de outubro de 2011

Como é que os urubus conseguem atingir grandes altitudes praticamente sem bater as asas?


O malandro do urubu se aproveita das correntes térmicas ascendentes: quando encontra alguma região com correntes ascendentes, fica voando em círculos dentro dela e assim vai ganhando altura. Geralmente sobre cidades, rochedos, terrenos sem vegetação; teremos correntes ascendentes, ao passo que, sobre lagos e florestas, as correntes são descendentes. Mas essas o urubu não usa, porque já conhece a lei da gravidade. Pilotos de planadores e asa-delta procuram correntes ascendentes, observando o movimento dos urubus.


Referências:

R. P. de Carvalho; Física do dia-a-dia, 105 perguntas e respostas sobre física fora da sala de aula, pág. 50. Editora Gutenberg. 2a Ed. Belo Horizonte. 2006




3 comentários:

  1. É muito interessante isso, pq já reparei, mas nunca pensei no motivo. Alias, cada ave tem um estilo ou capacidade de voar diferente de outra.

    Estou lhe seguindo, gostei!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Poxa, que interessante. Sempre observei, mas nunca parei pra pesquisar.

    ResponderExcluir